dez 01 2016

Manter a saúde em dia, com produtos da culinária japonesa

Tenho intolerância à glicose (Diabete tipo dois) e por esse motivo tenho que controlar meu peso e o que como diariamente. Depois de ter sofrido com varias dietas, descobri alguns produtos aqui no Japão.

Dentre eles o Shirataki, macarrão feito de  こんにゃく(konnyaku). Alguns legumes que me ajudam a controlar os níveis de glicose. E ainda estou conseguindo emagrecer de um jeito saudável.

Se bem que isso não é o bastante, então faço ao menos 30 minutos de caminhada todos os dias, na esteira ou na rua.  Ocasionalmente saio de bicicleta se o tempo ajudar.

Graças a Deus e a tudo isso consigo ficar bem. Já tive dias bem complicados quando não conseguia controlar o açúcar. Então mudei muita coisa e hoje consumo quase tudo de uma maneira controlada. É melhor do que me privar de coisas que gosto. Assim pesquiso e invento coisas como o bolo sem glúten que fica ótimo, mas nada me impede de saborear os bolos maravilhosos de chocolate quando meu nível de açúcar esta baixo. Assim é meu dia a dia.

nov 23 2016

Dia de ação de graças no Japão

Ação de graçasHoje dia 23 de Novembro de 2016, aqui feriado nacional em comemoração ao dia de ação de graças.

Dia de agradecimento ao trabalho ( 勤労感謝の日)  Kinrõ Kansha no Hi em japones. O dia foi criado no Japão apos a segunda gerra substituindo a data que se comemorava o dia da colheita ( Ninamesai ).

Então este dia passou a ser o dia de ação de graças  ao trabalho, todo o tipo de trabalho.

Então agradecemos a todas as pessoas que com o seu trabalho nos ajudam, como por exemplo, o padeiro, o entregador.o encanador, o Professor.

Enfim a todos os profissionais que com seu trabalho nos ajudam na nossa rotina diária.

Este dia é comemorado em vários países com passeatas e reivindicando sempre algo sobre os direitos dos trabalhadores. Diferente do Brasil que comemora no dia 01 de Maio.

nov 18 2016

As vegetação amarela e avermelhada no outono do Japão.

 Esta época é uma das minhas preferidas, pois adoro ver a vegetação, colorindo de tons amarelo e avermelhados.
outono-10outono-12E agora o friozinho esta chegando para ficar mesmo,
Aqui no outono é costume fazer passeios para contemplar o Koyo,

 

outono-11

Assim que chamamos aqui as vegetação de tons amarelos e avermelhadas espalhados pelas parques e montanhas

outono-2

Desde que cheguei aqui ja viajei por varias regiões em grupo de amigos, para contemplarmos as diferentes regiões nesta época e é sempre muito bom, pois a cada passeio podemos apreciar além da paisagens sempre algumas curiosidades locais, como chás, doces, e artesanato feito por moradores locais.

outono-8

out 19 2016

Banheiros públicos no Japão, apropriados e limpos

Banheiros públicos adequados para crianças e deficientes.

Sem duvidas eu sentiria falta de outras coisas ao voltar para o meu país, falta da segurança seria uma delas.

Mas uma das coisas que sentiria falta se fosse morar no Brasil, seria principalmente ao sair para fazer compras. 

Pois se tivesse que usar o banheiro,  logo veria a diferença.

 Aqui no Japão  quando precisamos usar o banheiro de lojas ou shopping.

Quase sempre nos surpreendemos com a limpeza e até mesmo quando estamos com nossos filhos pequenos.

Existe sempre algo previamente pensado em tamanho pequeno, onde eles mesmos poderão usar o banheiro, lavar as mãos

E nos casos dos bebês de colo, um lugar confortável para trocar fraudas e o melhor de tudo, muito limpo.

informação banheiro feminino com acess infantil no japao (1)entrada banheiro feminino no japao

Banheiro feminino adequado para bebes e crianças.

versão infantil de sanitário no japão

Você pode perceber aqui do lado do vaso sanitário a versão infantil.

informação banheiro feminino com acess infantil no japao (2)

Aqui no banheiro masculino a versão para meninos com ainda a cadeirinha para bebê de colo.

Tudo com explicação de como usar cada peça no cartaz na parede e nem precisa saber ler japonês pois as fotos ajudam a entender.

Lavatorio infantil no sanitario feminino no japao

E ao sair do banheiro enquanto a mamãe lava as mãos a criança  tem seu local apropriado para seu tamanho com tudo que tem direito.

lavatorio c opcão secador para as mão ou toalhinhas

E após lavar as mãos tem opção de secar no secador ou existe sempre uma toalhinha disponível.

Apesar de ser costume entre as mulheres japonesas, carregar na bolsa sempre uma toalha de mão.

Banheiro para deficiente idosos e fraudario

Aqui para deficientes, idosos e fraldário

entrada banheiro masculino c acessorio infantil no japao

Aqui a versão masculina ou seja igual só que no banheiro dos homens. Quando o papai leva o filho e tem que ir ao banheiro masculino e La tem também os tamanhos de sanitário apropriado para seu filho.

Neste caso fui à loja de eletrônicos KS denki de Kamisu, muito interessante não acham?

Em varias outras lojas podemos também encontrar esses mesmo tipo de banheiro.

Com ou mais acessórios disponíveis. Isso prova o respeito que se tem com os clientes e que faz com que eles queiram sempre voltar não é verdade?.

out 19 2016

Falando de desafio

O desafio de conviver a depressão.

viver e sobreviver a depressão

desafio de viver com a depressão

Esse é meu desafio diário, com minha filha que tem depressão a muito tempo.

 E é  realmente um desafio, pois ela alterna em dias de grande euforia, animada com o trabalho. Quando algo da errado, tento ficar calma e ter paciência, pois ela nem sempre consegue. Ai o desafio é procurar algo que a faça continuar e se animar novamente.

Mas me apoio em Deus e em minha força, enquanto ela tiver essa força ela se levanta. Por isso, saber que ela esta tentando lidar com a Doença me deixa tranquila, embora  precise ainda da minha ajuda.

Ela estando bem é uma pessoa esforçada e tem muito talento para as artes manuais. E não tem preguiça ela  faz seu trabalho com muito capricho.

Então vivo um dia de cada vez, a cada dia tira-la do quarto, para o mundo, de imediato nem sempre isso é possível, assim  me esforçando para ser positiva de olho nos objetivos e metas.

Mas sinceramente bem escondida às vezes tenho que conversar com alguém que não me julgue e que me deixe chorar. E volto a missão de trazê-la para o mundo onde ela produz e fica feliz em ver o resultado.

Sonha em ver seu esforço reconhecido não apenas por pessoas que a ama. Só quem vive isso vai me entender, além de ter em casa pessoas que ainda não aceita que isso como uma doença. Embora a ame esta sempre cobrando muito dela, como se ela não estivesse se esforçando o bastante.
Mas para uma mãe ver um filho assim é frustrante, por muito tempo me sentia culpada por isso, hoje não mais.Ela uma pessoa inteligente poderia ser uma ótima profissional em qualquer área.

Chegou a se casar viver com ele por anos, mas não foi o suficiente e o casamento acabou e tudo piorou muito, passou quase dois anos fazendo tratamento psiquiátrico, quando achou que estava bem, se mudou para outra cidade, voltou a trabalhar.  Ficou por um ano, até que voltou a ficar doente e este ano passou por duas cirurgias, uma de coluna pela segunda vez e a outra retirada de pedras nos rins. Isso tudo trouxe de volta a depressão, mas ela veio morar comigo e voltou a produzir.

Ficou animada em trabalhar, melhorar o Ateliê e junta daí em diante trabalharíamos. Por isso digo que a cada dia é um desafio trazer a alegria, o sorriso e a vontade de viver.

 

Posts mais antigos «